Castello Branco, presidente da Petrobras, teria se recusado a injetar R$ 100 milhões na Record e no SBT

A informação foi trazida a público pelo jornalista Merval Pereira. Segundo ele, a negativa de Castello Branco teria sido o estopim final na relação entre o presidente da estatal e o Palácio do Planalto.




Política

De acordo com informações do colunista de OGlobo, Merval Pereira, o ainda presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, teria se recusado a atender um pedido do executivo federal. O pedido em questão seria alocar R$ 100 milhões em verbas publicitárias em duas emissoras específicas, o SBT, empresa do Grupo Silvio Santos, e a Record TV, pertencente ao Bispo Edir Macedo.

Merval detalha, ainda, que o executivo já vinha encontrando uma série de problemas na relação com o Palácio do Planalto, e que a negativa quanto ao uso da verba de publicidade foi apenas a gota derradeira de sua saída. Entretanto, o Governo vem preferindo adotar o discurso de que a demissão de Castello Branco se dá pela política de preços da estatal, uma das principais responsáveis pelos valores dos combustíveis no país.

Após a veiculação da matéria, Fábio Faria, Ministro das Comunicações do governo Bolsonaro, e genro de Silvio Santos, foi ao Twitter e declarou que a notícia era falsa. Ele disse: “Merval, quem te passou essa informação mente. E você mente, por consequência. Desde que assumi, todas as campanhas são distribuídas com base no market share [cota de mercado] e descontos, conforme orientações do TCU (Tribunal de Contas da União), e todas as emissoras participam, inclusive a sua [Grupo Globo].

Todavia, segundo dados da Secretaria Especial de Comunicação (Secom), no ano de 2020 SBT e Record receberam, respectivamente, oito e doze vezes mais verba publicitária do que a Rede Globo, atual líder de audiência no país. De acordo com informações do PNT (Painel Nacional de Televisão), a Rede Globo obteve média de 15,3 pontos de audiência em 2020, ante 5,8 da Record TV e 5,1 do SBT.

Castello Branco não renunciará

Havia uma grande expectativa no mercado financeiro sobre a saída de Castello Branco da Petrobras. Como anunciado pelo presidente Bolsonaro, o executivo deve deixar o cargo o quanto antes, já havendo inclusive um novo nome definido para o cargo, trata-se do General da reserva, Joaquim Silva e Luna. Porém, segundo informações da jornalista Miriam Leitão, Roberto Castello Branco permanecerá no cargo até o fim de seu mandato, programado para ocorrer em 20 de março.

Sobre Paulo Junior

Graduando em jornalismo pela UFCA. Um apaixonado por política, literatura e cinema. E-mail: [email protected]

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.