MP aponta Flávio Bolsonaro como chefe de organização criminosa

O MP identificou pelo menos 13 assessores que repassaram parte dos salários ao ex-assessor dele, Fabrício Queiroz. O senador nega prática de ‘rachadinhas’.

MP aponta Flávio Bolsonaro como chefe de organização criminosa

Foto: reprodução

O senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ), é acusado de suposto esquema de corrupção, o caso é detalhado por documento do Ministério Público estadual do Rio. Os promotores declaram que Flávio Bolsonoro é chefe de uma organização criminosa. Assim, foram identificados 13 assessores que fizeram repasse dos seus salários ao ex-assessor de Flávio, Fabrício Queiroz.

O Ministério Público fala “as provas permitem vislumbrar que existiu uma organização criminosa com alto grau de permanência e estabilidade, entre 2007 e 2018, destinada à prática de desvio de dinheiro público e lavagem de dinheiro”.

Flávio Bolsonaro publicou um vídeo em suas redes sociais na tarde desta quinta-feira (19), onde o senador nega ‘rachadinhas’ e lavagem de dinheiro. Este fez críticas sobre o vazamento das informações do processo, que corre em segredo de Justiça, negou todas as acusações e se disse vítima de perseguição. Confira a postagem abaixo:

Os promotores relataram que Fabrício Queiroz arrecadou maior parte da remuneração dos funcionários fantasmas, na época, deputado estadual, Flávio Bolsonaro.

Ao todo, Queiroz recebeu 483 depósitos na conta bancária, mais de R$ 2 milhões.

É destacado pelos promotores que Fabrício Queiroz não agiu sem o conhecimento de seus superiores hierárquicos, sendo que ele alegou em sua defesa que guardava os contracheques para poder prestar contas a terceiros.

O Ministério Público apresentou uma troca de mensagens com uma das funcionárias do gabinete em que ele diz: “Você pode me informar o valor que foi depositado este mês para eu prestar contas”.

Destacando a conversa com Danielle Mendonça, ex-mulher de Adriano Nóbrega. O ex-capitão do Bope foi denunciado como líder de um grupo de milicianos e assassinos de aluguel conhecido como Escritório do Crime. Assim, o MP ainda afirma que a nomeação de Danielle no gabinete de Flávio foi feita a pedido de Adriano.

A investigação mostra que, no final de 2017, Fabrício Queiroz demonstrou preocupação com a situação de Danielle por causa das eleições de 2018, além do receio de que o aumento da exposição de Flávio Bolsonaro levasse a imprensa a descobrir a nomeação da esposa do miliciano em seu gabinete.

Os promotores mostram os esquemas de funcionários fantasmas que tinha uma base a quase 200 quilômetros da Assembleia Legislativa do Rio. Assim, dez assessores da mesma família eram de Resende, no Sul do Rio, a família Siqueira, todos parentes de Ana Cristina Siqueira Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro. Juntos eles receberam mais de R$ 4,8 milhões em salários da Alerj – 83% foram sacados em dinheiro vivo.

A investigação traz indicações de que Flávio Bolsonaro era o líder da organização criminosa e que essa organização tinha pelo menos quatro núcleos. Tendo uma clara divisão de tarefas: quem nomeava, os operadores financeiros, as pessoas que aceitavam os cargos em troca de devolver parte dos salários, e o núcleo que lavava dinheiro.

Os promotores afirmaram que, no fim de 2018, numa conversa com um dos fantasmas, Queiroz já se mostrava apreensivo com a investigação. Mas o Ministério Público suspeita que Queiroz acreditava que poderia manter o esquema.

Com informações do G1.

  • MP aponta Flávio Bolsonaro como chefe de organização criminosa
    Política

    MP aponta Flávio Bolsonaro como chefe de organização criminosa

    O MP identificou pelo menos 13 assessores que repassaram parte dos salários ao ex-assessor dele, Fabrício Queiroz. O senador nega prática de 'rachadinhas'.
Carregar mais Posts Relacionados
Carregar Mais Por iarameneses
Carregar Mais Em Política

Sobre iarameneses

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.

Instagram

  • @festivalexpocrato só ano que vem...
Vem 2021, lhe esperaremos ansiosamente!
  • Em uma vitória consagrada para o setor cultural brasileiro, a Câmara de Deputados aprovou a Lei de Emergência Cultural nesta última quarta-feira, 26. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
A lei ajudará na aplicação de ações emergências de apoio ao setor durante o período de isolamento social, tão atingindo pela crise atual no Brasil e no mundo.

O time da cultura entrou em campo, unido, e venceu. Agora é no Senado!

#fooba #cultura #agoraenosenado
  • Tem Youtuber novo no Cariri! 🎬

O nosso colaborador @joedsonkelvin_ lançou hoje seu canal no YouTube, o Língua Solta, um espaço intimista onde ele irá compartilhar um pouco sobre suas vivências.

Jornalista, fotógrafo e muitas outras coisas. Joedson deixa claro que não é um problema que irá frear sua vida. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
O Língua Solta está no ar. Vão lá na bio dele para conferir esse projeto lindo. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
#canallinguasolta #cariri #youtube
  • O Que Tem Pra Hoje? Programação cultural 23/5
Confira a programação de lançamentos de séries, shows e muito mais para esse sábado. #FiqueEmCasa

Link na Bio
  • Inep divulga nova data final para estudantes se inscrevem no Exame Nacional do Ensino Médio 2020 + informações no site, link na Bio 
#enem
  • Sextou! E olha quem apareceu: a nossa agenda cultural.
Confira o que tem pra hoje!
Tudo no site, link na Bio!
#serie #live #filme #show
  • Formação gratuita e online, no SESC de Juazeiro do Norte, por meio do projeto Rede SESC de Desenvolvimento Artístico Cultural.
+ Informações no site, link na Bio

#cariri #formacao #cultura #sesc
  • Confira tudo no Foobá, link na Bio!

Siga-nos!