Proibido desde os anos 1990, Governo Bolsonaro articula para recriar sorteios na TV

Os sorteios foram proibidos no final dos anos 1990 por ser considerado nocivo aos consumidores.

O presidente Jair Bolsonaro ao lado da primeira dama Michelle Bolsonaro, do dono e apresentador do SBT, Silvio Santos, e do bispo Edir Macedo, da Igreja Universal, no desfile de Sete de Setembro, na Esplanada dos Ministérios, em BrasÃlia (DF) – Pedro Ladeira/Folhapress

O governo Jair Bolsonaro preparou uma medida provisória para trazer de volta às emissoras os sorteios de prêmios. Segundo o Jornal Folha de S.Paulo, a medida foi organizada por pressão de emissoras aliadas.

O chefe da Secom (Secretaria de Comunicação da Presidência), Fabio Wajngarten, articulou uma reunião entre os executivos da Rede TV!, Record, SBT e Band e o presidente para convencê-lo a aceitar a proposta.

Jair Bolsonaro admitiu nesta segunda-feira, 17, há que a possibilidade de volta dos sorteios na TV, pedida pelas emissoras, está sobre a mesa.

“Eu vou discutir só quando chegar a proposta final na minha mesa”, afirmou. “Se eu pedi para estudar [o assunto], é sinal de que existe a possibilidade.”

Os sorteios foram proibidos no final dos anos 1990 por ser considerado nocivo aos consumidores.

O encontro aconteceu no Palácio do Planalto, em 9 de dezembro, com a participação de Amilcare Dallevo Jr., dono e presidente da RedeTV!, José Roberto Maciel, presidente do SBT, Luís Cláudio Costa, presidente da Record, e Paulo Saad Jafet, vice-presidente da Band.

Após a reunião, a Casa Civil começou a preparar a minuta de uma medida provisória. O texto foi enviado ao Ministério da Economia e está pronto, aguardando a decisão de Bolsonaro para ser publicado.

A Folha procurou a Rede TV!, que disse que a reunião com Bolsonaro foi convocada pelo governo para tratar de “assuntos do setor”. A emissora afirmou que “não se cogita a volta de sorteios telefônicos 0900”. Record, Band e SBT não quiseram responder aos questionamentos da reportagem.

Carregar mais Posts Relacionados
Carregar Mais Por Rayssa Leonel
Carregar Mais Em Política

Sobre Rayssa Leonel

Graduada em Jornalismo pela UFCA - Universidade Federal do Cariri. Pesquisadora e caririense bem orgulhosa.

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.

Instagram

Instagram has returned invalid data.

Siga-nos!